A Fruta Mais Popular Do Mundo Pode Desaparecer Por Causa De Uma Pandemia

0

Poucas pessoas sabem, mas outra pandemia está se espalhando pelo mundo e está afetando diretamente as bananas. Inclusive, assim como o Covid-19, ela chegou a vários países de forma silenciosa e sem ninguém perceber.

Essa doença tem feito com que muitas indústrias mudem a forma de cultivo e o sabor das bananas. Vale salientar que a banana é a fruta mais popular do planeta.

Bem, imagine uma doença letal, que chega do nada, se espalha sem que os sintomas apareçam. E uma vez contaminada, já é tarde para freá-la, não havendo mais cura. Muito familiar, não é mesmo?

Você pode está se perguntando se é o covid-19, mas não é. Na verdade é a Tropical Race 4 (TR4), que atinge as bananas. E sendo também conhecida pelo mal-do-Panamá, ela é causada por um fungo chamado Fusarium Oxysporum. Aliás, há trinta anos esse fungo tem destruído as plantações de bananas espalhadas pelo mundo.

Poderíamos dizer que seria mais uma doença que está afetando as plantas, mas o fato é que na última década, essa pandemia acelerou rapidamente e passou a se espalhar pela Ásia, Austrália, África, Oriente Médio, e agora está se espalhando América Latina, que é de onde vem a grande maioria das bananas enviadas para os supermercados no Hemisfério Norte.

Atualmente, o mal-do-Panamá está “atuando” em mais de vinte países e está provocando temores de uma “pandemia da banana”, fazendo com haja uma escassez da fruta mais consumida do planeta.

Mas, tentando encontrar alguma saída para esse mal, cientistas de todo planeta tem trabalhado contra o relógio para tentar achar uma solução. Inclusive, estão incluindo a criação de bananas que são geneticamente modificadas (GM) e uma vacina.

“Novo normal”?

bananas

Bem, outro ponto que está causando bastante preocupação é saber conviver com esse “novo normal”, já que como o novo covid, a questão não é apenas encontrar uma cura, mas é saber como viveremos com esse mal daqui para frente.

O primeiro ponto é encontrar pistas na origem das bananas modernas que conhecemos. Dessa forma, sua história vai mostrar exatamente o que acontece caso essa doença seja ignorada.

Aliás, não é a primeira vez que as bananas e a população estão enfrentando uma pandemia desse tipo, deixa claro o pesquisador de saúde vegetal que estudou TR4 na Universidade de Wageningen (Holanda), Fernando García-Bastidas. Vale salientar que hoje, Fernando trabalha em uma empresa de genética vegetal que está tentando combater a doença.

Na década de 50, o mal-do-Panamá, dizimou a indústria e foi classificada como “uma das piores epidemias botânicas da história”. Esse foi o primeiro período que ocorreu esse mal.

Veja também:

+ Curso de Marketing Digital gratuito – confira. 

Sua origem

bananas

Bem, essa doença surgiu na Ásia e evoluiu nas bananas, se espalhando para as grandes plantações da América Central.

E a razão pela tamanha devastação é o fato de as bananas serem todas de uma variedade, a Gros Michel ou “Big Mike”, diz García-Bastidas.

Essa espécie tinha sido escolhida para serem cultivadas pelos produtores porque produz frutos grandes e saborosos, podendo ser cortados em árvores ainda verdes e com possibilidade de transporte de alimentos exóticos que são altamente perecíveis em longas distâncias, ainda em continuo amadurecimento.

Cada planta era uma cópia aproximadamente mesmo tamanho e formato, que eram produzidos a partir de rebentos laterais que foram desenvolvidos a partir do caule de raízes, o que facilitava a produção em massa.

Isso quer dizer que cada bananeira é geneticamente quase idêntica, produzindo frutas consistentemente, sem nenhum imprevisto. E do ponto de vista comercial era ótimo, mas, do ponto de vista epidemiológico, era um surto que esperava acontecer.

E para finalizar,  o sistema de produção de bananas se baseou de forma frágil em uma diversidade genética com limitação de variedade, o que tornou elas suscetíveis a doenças, diz García-Bastidas.

bananas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.