Você Sabe Como Surgiu O Cadastro Único E Para Que Serve?

1

O Cadastro Único é muito importante para as pessoas terem acesso aos Programas Sociais do Governo Federal. Através dele, o governo tem informações precisas sobre as famílias brasileiras e em especial as famílias de baixa renda.

Quando foi criado o Cadastro Único?

cadastro único

A criação do Cadastro Único ocorreu durante o governo de Fernando Henrique Cardoso no ano de 2001.

Com a implantação de programas sociais durante o governo de Fernando Henrique, o Cadastro Único passou a ser de suma importância tanto para o governo como para as pessoas.

Através dele, a população mais carente disponibiliza dados pessoais sobre as condições de vida de cada pessoa ou família. Em posse dessas informações, o governo identifica as famílias de baixa renda para a colocação delas em algum dos Programas Sociais disponíveis.

Ele foi implementado pela Secretaria de Estado de Assistência Social durante a gestão Wanda Engel. Ele ainda serviu e base para unificar os programas de transparência de acordo com a renda e até hoje é tido como referência no combate a pobreza a desigualdade social.

No dia 26 de junho de 2007 foi disciplinado pelo Decreto de Número 6.135 e teve sua regulamentação em outubro de 2008.

Sua base de dados é feita através de instrumentos, procedimentos e sistemas eletrônicos. Todas as informações contidas nele são de suma importância para os governos municipais, estaduais e federais. Ela proporciona um diagnostico econômico quase que completo sobre as famílias brasileiras.

Toda a inscrição no Cadastro Único e realizada pelos municípios e são processados pelo Agente Operador (Caixa Econômica Federal). O Agente Operador tem a missão de disponibilizar o NIS (Número de Inscrição Social) para cada família.

+ Conheça a história do Bolsa Família. 

Principais informações solicitadas pelo Cadastro Único

1 – Todas as características do domicilio

Nessa parte do cadastramento deve ser informado a quantidade de cômodos, tipo de construção, tratamento da água, esgoto e lixo.

2 – Composição familiar

Na Composição Familiar deve ser informado a quantidade de pessoas, a existência de gestantes, idosos, mães que esteja amamentando e deficientes físicos.

3 – Identificação

Identificação e todos os documentos civis de cada componente da família.

4 – Grau de escolaridade

Nessa etapa haverá a identificação do grau escolar de cada membro da família.

5 – Qualificação profissional

Deve ser disponibilizado nessa etapa a qualificação profissional e a situação em que se encontra no mercado de trabalho.

6 – Rendimentos

Deve estar a disposição o rendimento dos membros da família e de cada componente.

7 – Despesas das famílias

Todas as despesas familiares devem ser disponibilizadas: aluguel, transporte, alimentação, etc.

Importância do Cadastro Único

O governo disponibiliza os Programas Sociais com a ideia de melhorar a vida das pessoas. Através dele é possível ter inclusão social com estudo, alimentação, renda, moradia, etc.

É muito importante as pessoas entenderem e ficarem por dentro de todas as características do Cadastro Único.

Através dele, pessoas de baixa renda terão acesso ao Bolsa Família, Telefone Popular, Minha Casa Minha Vida, Carteira do Idoso, Programa Brasil Carinhoso, Programa de Cisternas, Carta Social.

cadastro único

1 comentário
  1. Adriano Pereira da Silva Diz

    E muito bom esse programa social

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.